Exteriorização de Energias

Exteriorização de energia 1

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Autor:

Alessandra Ritondaro

A exteriorização de energias é uma forma de autodefesa energética. Ela pode ser praticada por qualquer pessoa, a qualquer momento e em qualquer lugar. Na verdade, fazemos isso o tempo todo, pois é um ato natural. Nós captamos a energia imanente – pura, à disposição no universo – e a transformamos em energia consciencial, por meio de nossos pensamentos e sentimentos. Essa energia consciencial é emitida por nós através dos chacras, quando estamos acordados ou dormindo, conscientes ou inconscientes. O processo energético não pode parar, é como a respiração.

Exteriorizar energia é lançar para fora dos veículos energéticos a energia consciencial temporariamente acumulada em si. É conhecida também pelos seguintes termos: reiki, johrei, passe mediúnico, doação de energia etc.

Nós podemos exteriorizar energia pelo corpo todo. Exteriorizar pelos chacras palmares é apenas um referencial, principalmente para quem está recebendo a energia.

Podemos exteriorizar as nossas energias conscienciais apenas pela força da vontade. Basta gerar pensamentos e sentimentos bons, elevados, estar concentrado no objetivo e impulsionar a energia pela força da vontade. Nós exteriorizamos exatamente o que somos e, portanto, a qualidade da energia exteriorizada está totalmente relacionada com a qualidade de nossos pensamentos e sentimentos. A exteriorização deve ser sempre dirigida para uma pessoa, um ambiente ou para qualquer coisa que desejamos vitalizar. É importante que tenhamos um destino definido para evitar vampirização energética por parte de assédios. A energia pode ser exteriorizada em carros, plantas, animais, objetos pessoais ou roupas, para que estes tenham um bom padrão energético.

Quanto maior a vontade, maior é a nossa capacidade de exteriorização. Devemos praticá-la diariamente. Quanto mais trabalhamos as nossas energias, mais facilmente conseguimos perceber as variações que ocorrem durante o dia. Para isso, é preciso conhecimento e prática.

Quem consegue exteriorizar as próprias energias com muita eficiência está mais apto a exteriorizar também o psicossoma, produzindo projeções astrais. Portanto, quem quer se projetar no plano astral, deve realizar um trabalho regular de exteriorização.

Quando praticamos a exteriorização com sentimento, elevando os nossos pensamentos, atraímos amparadores espirituais. A exteriorização de energias possui muitos efeitos benéficos: cura, higienização de ambientes, amparo energético, desassédio etc. Enquanto realizamos assistências estamos nos relacionando com o mundo espiritual. E quem pratica atividades assistenciais de cura, com continuidade, atrai amparadores de alto nível.

Outros conteúdos