Amor

freestocks-Y9mWkERHYCU-unsplash

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Autor:

Moisés Esagui

Nós falamos de amor aqui no CEC e tentamos entendê-lo. Não falar mal e nem criticar o próximo – devemos conversar e entender o que está acontecendo conosco e com o outro para juntos fazer um caminho que nos leve ao crescimento e evolução.

Acha difícil? Tem dificuldades com alguém? Vamos praticá-lo? Acha que determinada pessoa está fazendo um trabalho de forma incorreta? Não gosta de determinada pessoa?

Fico feliz de saber que tudo isso acontece com cada um de nós, e nos dá oportunidade de entender o quanto precisamos caminhar.

A minha proposta é…

Paciência, já que não consegue ser

Carinho e acolhimento, já que não consegue ser

Boa vontade, já que não consegue ser

Desprendimento, já que não consegue ser

Doação já que não consegue ser

Trabalho, trabalho e trabalho, já que não consegue ser

Fazer, já que não consegue ser

Participar, já que não consegue ser

Penso que São Damião pode ser um lugar bonito e muito acolhedor e também penso que o CEC pode ser a fonte de conhecimento e entendimento da nossa vida. Para isso precisamos de muito esforço e boa vontade.

Tenho certeza de que juntos poderemos fazer coisas que nos darão muito orgulho de nossa passagem terrestre.

As pessoas que criticam são as que menos trabalham e as que trabalham são as que menos tempo têm para criticar.

Ah…! O não conseguir ser, significa ser amor.

Texto escrito em Jan/2010

Outros conteúdos